Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Entregue aos bichos

eles comem tudo...

eles comem tudo...

O INQUILINO INDESEJÁVEL

 

 

O INQUILINO INDESEJÁVEL

 

 

 

 

cavaco-silva.jpg

 

 

 

Deixámo-lo ocupar aquela casita em S. Bento, na esperança de ele nos resolver um problema, que na verdade não é culpa de todos nós, mas apenas de alguns parasitas que se vão enchendo pela calada da noite, enquanto o povo vai desperdiçando o seu tempo, com uns joguitos de futebol, com umas telenovelas merdosas e juntando e alinhando os seus cupões de supermercado na tentativa de poupar uns cêntimos.

Ele disse quando candidato, que estava preparadíssimo para governar Portugal, disse ainda que o seu programa era para cumprir, e vendeu banha da cobra a torto e a direito, chegando ao ponto de dizer que todos tinham lugar no projeto dele.

 

 

Prometeu-nos não estragar a casa, nem meter lá muita gente dentro, pois prezava muito o sossego para aquelas bandas, mentiu-nos, todos os dias lá mete os amigalhaços, todos os dias contrata dezenas de primos e primas, nós nem sabemos onde ele vai buscar tanta gente, nem nós e possivelmente nem ele era conhecedor de todas aquelas suas amizades!

 

Perdeu dois anos a montar uma máquina para nos vender com mais facilidade o algodão doce, senão vejamos, todos os dias conseguem ter na comunicação social uma série de comentadores que nos tentam enfiar pelos olhos dentro, mentiras e mais mentiras de que tudo está a correr pelo melhor, de vez em quando, (faz parte da técnica) lá dizem que isto ou aquilo está mal, mas não tarda nada lá vêem dizer que afinal tudo está resolvido e Portugal está em boas mãos.

 

Tem gente que diz não ir para além do risco vermelho, mais vai nas calmas, despudoradamente, como se de crianças se tratassem, chegam a empregar a palavra irrevogável, para que não existam dúvidas sobre aquilo que prometem, mas de um dia para o outro esquecem-se literalmente daquilo que prometeram, de novo como os putos, quando no entusiasmo da brincadeira resolvem dar o dito por não dito, tem também gente que diz que não irá subir os impostos, que não corta pensões, que só tem mimos para dar ao povo, mas quando os conselheiros lhe segredam aos ouvidos que se não for o povinho a pagar o dele, e o deles, eles tremem e zás, tem de ser assim brutal, dizem, é desta forma porque é a bem da nação.

 

Se eles podem roer o que connosco combinaram, por que não podemos nós de um dia para o outro dar-lhes ordem de despejo, pô-los na rua, e de seguida desinfetarmos a casa, porque ainda deve lá ter dentro, um bichinho que a todos corrompe, ou será culpa do pote mágico, onde eles enfiaram as mãos e os pés?

 

 

 

Para que quero eu políticos destes!

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Contador de Visitas


visit counter

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D